5 Regiões que devem ser alongadas todos os dias

Muito se fala sobre a importância de fazer alongamentos antes e depois das práticas de atividades físicas. Prevenir lesões, aumentar o desempenho e a flexibilidade são alguns dos benefícios que a prática do alongamento pode trazer.

Apesar disso, alguns especialistas divergem de opinião e afirmam que, algumas vezes, o ato de alongar pode diminuir a eficácia do exercício físico ou, até mesmo, trazer outros problemas aos atletas e, por isso, não recomendam essa prática após os treinos. O fato é que já foram comprovados os efeitos benéficos do alongamento, mas que só aparecem com a prática frequente, ao longo do tempo. Ou seja, nada vai adiantar se você não fizer disso uma atividade diária, no intuído de aumentar sua flexibilidade, pois é isso que te trona menos vulnerável às lesões.

Uma dica muito útil é criar a rotina de se alongar todos os dias pela manhã. Além dos benefícios que já foram citados, adotar essa prática fará com que você tenha mais disposição para trabalhar e enfrentar as tarefas do dia-a-dia. Então, pegue um papel e uma caneta, anote as dicas de alongamento e deixe na cabeceira de sua cama, para que você não esqueça. Isso te ajudará a criar disciplina e espantar a preguiça.

 

 

 

1 – Alongamento Pescoço

Dores no pescoço são queixas muito comuns e, geralmente, ocorrem devido a má postura da pessoa. Para evitar dores nessa região, faça alongamentos simples. Sentado ou em pé, com a coluna reta, encoste o queixo no peito e segure por cerca de 15 a 20 segundos. Depois, jogue a cabeça para trás, olhando para o teto e segure pelo mesmo tempo. Em seguida, vire a cabeça de um lado para o outro, também segurando entre 15 a 20 segundos em cada posição.

Com o auxílio das mãos, deite a cabeça no ombro e segure.

 

2 – Alongamento Ombros

Ficar sentado boa parte do dia pode causar muitas dores nos ombros, assim como no pescoço, e isso acontece porque geralmente adotamos a postura errada. Então, para evitar que isso aconteça, além de ficar atendo a sua postura, faça alongamentos para os ombros.

Para isso, estique o braço esquerdo passando-o sobre o peito, com a mão apontando para o lado direito e segure com o outro braço. Permaneça nessa posição por 20 segundos e repita o movimento com o direito. Em seguida, coloque uma das mãos nas costas com o cotovelo apontando para cima. Segure por mais 20 segundos e troque de braço.

 

3 – Alongamento Pulsos

Alongar os pulsos é muito importante para pessoas que trabalham longas horas na frente do computador. Essa prática pode evitar lesões sérias como as tendinites. Para isso, estique o braço para frente, com a palma da mão virada para fora e os dedos para baixo e, com a outra mão, puxe-os para trás, forçando todo o antebraço. Segure nessa posição por mais 20 segundos e troque. Em seguida, faço o mesmo movimento, mas com os dedos virados para cima e, por último, vire a palma da mão para dentro, com os dedos para baixo, e segure também pode 20 segundos cada um.

 

4 – Alongamento Costas e Tronco

O alongamento dessas regiões é fundamental para criar flexibilidade e evitar lesões muito comuns. Afinal, quem nunca sentiu dores nas costas? Comece em pé, estique os braços para cima, com os dedos apontando para o teto e desça o tronco devagar até que as mãos encontrem os pés. Se não conseguir chegar até o chão, vá até onde seu corpo permitir. Com o tempo você perceberá uma grande melhora na sua flexibilidade.

Para alongar o tronco e o quadril, fique deitado de barriga para cima em uma superfície firme, abra os braços e junte as penar. Como os joelhos flexionados e unidos, vire a perna para um lado e mantenha a cabeça reta, olhando para cima. Segure por cerca de 15 segundos e troque de lado.

 

5 – Alongamento Pernas

Alongar as pernas pode te ajudar a evitar dores após caminhadas, corridas e depois de andar de bicicleta. Por isso você também deve dar atenção a essa região todos os dias, principalmente antes de começar a pedalar na sua Bicicleta Movement ou a correr na Esteira Movement. Sente-se com as pernas esticadas e tente segurar as pontas dos pés com as mãos. Se não conseguir, coloque as mãos nas canelas ou o mais longe que puder.

Outra forma de alongar as pernas é em pé, dobre a perna para trás, levando o pé em direção ao bumbum e segure com a mão, por cerca de 15 a 20 segundos. Repita o movimento com a outra perna.

Por último, utilize a técnica de “empurrar a parede”. Em pé, com as mãos na parede, flexione uma das pernas e mantenha a outra bem esticada, faça força até sentir a panturrilha esticar. Segure por 20 segundos e troque de perna.

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

cinco × dois =